sábado, 29 de setembro de 2012

A concordância varia, com ou sem artigo



Hélio Consolaro*

Pergunta de Adriano, Guararapes. “Eu e meus colegas estávamos numa aula de português, quando a professora reclamou da redação de um aluno em que havia escrito "O EUA devem...". Nossa professora disse que Estados Unidos só poderia ser escrito anteposto do artigo no plural ou sem artigo.
Um óculo

Eu e alguns colegas discordamos, pois em Minas Gerais pode ser usado no plural ou no singular. Além disso, EUA é um nome próprio, de um país, assim como Minas Gerais.
Quando se fala O EUA não está falando dos estados e sim do país como em Minas Gerais não se fala de minas. Nossa professora também usou o exemplo de ÓCULOS.

Disse-nos que a palavra ÓCULOS só poderia ser usada no plural. E também disse que ÓCULO não existe, e que óculos significam as lentes. Mas se ÓCULOS só tem plural como poderíamos diferenciar as orações: Onde estão meus óculos (para um óculo) e onde estão meus óculos (para mais de um óculo)? Estou confuso.”
Dois óculos, um em cada olho

A professora do leitor está certinha. Há palavras só usadas no plural, como "parabéns", "fezes". Estados Unidos cobrou solução (sem artigo ). Os Estados Unidos cobraram solução (com artigo). Minas Gerais aceitou a proposta (sem artigo). As Minas Gerais aceitaram as propostas (com artigo). Cada aro é um óculo, como há dois aros, os óculos ou par de óculos: meus óculos sumiram. A frase “Compre um óculos e ganhe dois” está errada. 

Há uma tendência a ser consagrada pelo uso de só empregar “óculos”, como ocorre com “pires”: um pires, dois pires, um óculos, dois óculos, mas isso ainda não foi incorporado pela gramática tradicional.

*Hélio Consolaro é professor de Português, jornalista e escritor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário